sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

VERSÍCULOS ILUSTRADOS











Nunca vá para a sala de aula sem uma novidade. Toda aula bíblica temos que ter um versículo novo para apresentar as crianças. Procure ilustrar esses versículos.





Essas são algumas idéias:










quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Lembrancinha para o Dia Internacional da Mulher





Objetivos:


  • Homenagear as mulheres;

  • Desenvolver o senso crítico e a coordenação motora fina;

  • Trabalhar as relações sociais.

Oito de março é o dia Internacional da Mulher. Ele foi decretado oficialmente em 1975 pela ONU para registrar a luta pela valorização e cumprimento dos direitos das melher.Na Educação infantil, á comemroção de nosso crianças para um mundo melhor e mais iqual, por isso vale aproximar esse contexto á realidade do aluno.Por exemplo, abordando as figuras femininas que fazem parte do seu convívio. As homenageadas podem ser as avós, tias, mães, irmãs, professoras, babás, até mesmo aqueles que os pequenos admiram sem conhecer pessoamente (artistas, personagens de contos de fada, heroinas um lindo desenhos animados animados ets.). A sequir, sugerimos um lindo trabalho para concretizar a homenagem.

Letrinhas a animadas
















quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Lição 8: O perigo do Ardil Gibeonita

Habiittando com os Cananeus, Hetteus,, Amorreus,, Ferezeus, Heveus e Jebuseus Jz 3

v.3-4: “Cinco príncipes dos filisteus, e todos os cananeus, e sidônios, e heveus que habitavam as montanhas do Líbano, desde o monte de Baal-Hermom até à entrada de Hamate. Estes ficaram para, por eles, o SENHOR pôr Israel à prova, para saber se dariam ouvidos aos mandamentos que havia ordenado a seus pais por intermédio de Moisés”.
Habitando no meio da maldição
v.5ª: “Habitando, pois, os filhos de Israel no meio dos cananeus,”
Povo amaldiçoado.
“Despertando Noé do seu vinho, soube o que lhe fizera o filho mais moço e disse: Maldito seja Canaã; seja servo dos servos a seus irmãos. E ajuntou: Bendito seja o SENHOR, Deus de Sem; e Canaã lhe seja servo” (Gn 9.24-26).
Habitando no meio do terror
v.5b: “dos heteus,”
Hete significa "terror" (tx)
Habitando no meio da murmuração
v.5c: “e amorreus,”
Amorreu = "aquele que fala"
“Murmurastes nas vossas tendas e dissestes: Tem o SENHOR contra nós ódio; por isso, nos tirou da terra do Egito para nos entregar nas mãos dos amorreus e destruir-nos” (Dt 1.27).
Habitando no meio da contenda
v.5d: “e ferezeus,”
“Houve contenda entre os pastores do gado de Abrão e os pastores do gado de Ló. Nesse tempo os cananeus e os ferezeus habitavam essa terra” (Gn13.7).
Habitando no meio da humilhação
v.5e: “e heveus,”
“Ora, Diná, filha que Lia dera à luz a Jacó, saiu para ver as filhas da terra. Viua Siquém, filho do heveu Hamor, que era príncipe daquela terra, e, tomando-a, a possuiu e assim a humilhou” (Gn 34.1-2).
Mas devemos tomar posse na terra que habitamos v.5f: “e jebuseus,”
“Assim, pois, todos os anciãos de Israel vieram ter com o rei em Hebrom; e Davi fez com eles aliança em Hebrom, perante o SENHOR. Ungiram Davi rei sobre Israel, segundo a palavra do SENHOR por intermédio de Samuel. Partiu Davi e todo o Israel para Jerusalém, que é Jebus, porque ali estavam os jebuseus que habitavam naquela terra. Disseram os moradores de Jebus a Davi: Tu não entrarás aqui. Porém Davi tomou a fortaleza de Sião; esta é a Cidade de Davi. Porque disse Davi: Qualquer que primeiro ferir os jebuseus será chefe e comandante. Então, Joabe, filho de Zeruia, subiu primeiro e foi feito chefe. Assim, habitou Davi na fortaleza, pelo que se chamou a Cidade de Davi” (1Cr 11.3-7).
Se contaminando pela sensualidade
v.6: “Tomaram de suas filhas para si por mulheres e deram as suas próprias aos filhos deles; e rendiam culto a seus deuses”.
Abandonando Deus pelos seus ídolos
v.7: “Os filhos de Israel fizeram o que era mau perante o SENHOR e se esqueceram do SENHOR, seu Deus; e renderam culto aos baalins e ao poste-ídolo”.
De servos de Deus ...
v.8a: “Então, a ira do SENHOR se acendeu contra Israel, e ele os entregou nas mãos de Cusã-Risataim, rei da Mesopotâmia”;
... a servos da escuridão
v.8b: “E os filhos de Israel serviram a Cusã-Risataim oito anos”.
Cusã = “Escuridão”
Risataim = “Perversidade dupla”
O caminho é o arrependimento
vv.9a: “Clamaram ao SENHOR os filhos de Israel,”
Deus traz a libertação
v.9b: “e o SENHOR lhes suscitou libertador, que os libertou:” “Leão de Deus”
v.9c: “Otniel, filho de Quenaz, que era irmão de Calebe e mais novo do que ele.”
Deus quer derramar sua unção ao que estava perdido
v.10a: “Veio sobre ele o Espírito do SENHOR,”
Deus vai à peleja para dar a vitória a seu povo
v.10b: “e ele julgou a Israel; saiu à peleja, e o SENHOR lhe entregou nas mãos a Cusã-Risataim, rei da Mesopotâmia, contra o qual ele prevaleceu”.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

MODELOS DE CRACHÁS











PLANEJAMENTO PARA O LÍDER

Quando viajamos, a primeira decisão que precisamos tomar é determi­nar o lugar para onde queremos ir. A resposta trará outras questões como: qual o melhor meio de chegar lá? Será de carro, trem, ônibus ou avião? Quanto vai custar esta viagem? O que devemos incluir nas malas? Todas estas perguntas fazem parte do PLANEJAMENTO para a viagem.
Agora vamos verificar que algo parecido ocorre com o nosso trabalho para Deus através da igreja e da denominação. É muito importante pla­nejar bem tudo o que fazemos. Ha um antigo provérbio que diz assim:
"Não há vento favorável para quem não sabe para onde vai". Quem não planeja suas ações fica "ao sabor das ondas", de um lado para o outro, por não saber aonde quer chegar.
Jesus disse em Lucas 14.28 que qualquer pessoa, querendo cons­truir, vai primeiro sentar-se e planejar, isto e, fará as contas para saber se tem condições de levar a obra até o fim. Os autores do livro Adminis­tração do Tempo escreveram um capítulo com o seguinte título: "Quando você deixa de planejar, esta planejando o fracasso". Alguém disse que planejar significa responder as seguintes perguntas:

· O que fazer?
· Para que fazer?
· Com o que fazer?
· Como fazer?
· Quem vai fazer?
· Onde fazer?
· Quando fazer?

1.1 Vantagens do Planejamento
Queremos alistar alguns benefícios que o planejamento traz para o nos só trabalho:
Planejar nos dá um senso de orientação, nossas atividades são coordenadas, dirigidas para o fim desejado.
A improvisação pode ser necessária em algumas situações, mas se temos planejamento, improvisar será exceção e nunca a regra.
O líder que planeja é mais feliz e menos ansioso, tem segurança naquilo que esta fazendo.
O planejamento ajuda muito no treinamento de líderes auxiliares e facilita as transições na direção do trabalho.
Quando planejamos nossas ações, será mais fácil manter o contro­le das atividades, fazendo os ajustes necessários.
f) Quem planeja possui objetivos e metas bem definidas, sabe onde quer chegar.
g) Otimizar (aproveitar da melhor maneira) os recursos humanos e materiais que temos é outra vantagem do planejamento.
Qualidades do Planejamento
Para fazer o nosso planejamento é preciso observar as característi­cas que o tornarão eficiente. A seguir teremos uma lista algumas destas qualidades que passamos a citar.
a) Objetividade: não devemos realizar atividades simplesmente por fazer, é necessário que haja objetivos bem definidos em tudo aqui­lo que fazemos.
b) Oportunidade: é importante questionar se aquele é o momento certo para' determinada ação. Boas idéias são desperdiçadas quando utilizadas no tempo impróprio.
c) Viabilidade: o planejamento pode ser lindo, mas se e utópico, fora da realidade, causara apenas frustração. Precisamos planejar algo que possa ser cumprido pelo grupo sob nossa liderança.
d) Flexibilidade: todo plano deve possuir uma margem para ajustes e adaptações. Se for uma lei de "medos e persas", imutável, não Dara certo.

2. ETAPAS DO PLANEJAMENTO
Ao elaborarmos nosso planejamento vamos observar algumas etapas que naturalmente se sucedem e se complementam.
1. Estabelecer Objetivos: os objetivos referem-se ao que dese­jamos a1cançar em termos de futuro. No caso da viagem que usei como ilustração, o objetivo é o lugar onde queremos che­gar. Para sermos bastante realistas ao estabelecer os objetivos, não devemos seguir apenas “o que esta em nossa cabeça", pre­cisamos utilizar algum referencial. Para tanto, quero sugerir três perguntas a serem feitas antes de escrever os objetivos para o grupo que dirige:
1.1) Qual a natureza do grupo? Ele existe basicamente com que fina­lidade? Quem lidera uma organização missionária ou uma classe de es­tudo bíblico, por exemplo, precisa levar em conta ao fazer os objetivos, que a natureza básica do seu grupo e missões, no caso da organização missionária, ou estudo bíblico, no caso da classe.
1.2) Quais são as características do grupo? Quem e como são as pes­soas que fazem parte dele? O objetivo que pode ser atingido por um grupo nem sempre o será por outro. Precisamos conhecer as pessoas para propor objetivos dentro de sua realidade.
1.3) Quais são as necessidades mais urgentes? De que meus lide­rados mais carecem no momento? As necessidades correspondem a distancia entre o que existe e aquilo que esperamos a1cançar. Os ob­jetivos devem ser construídos em cima dessas necessidades. Por exemplo: se a maioria dos componentes da EBD não esta contribuin­do para o crescimento da mesma, então ai identificamos uma necessidade do grupo, algo que precisa ser modificado. Neste caso, um bom objetivo seria estabelecer que num período de três meses 80% dos alunos demonstrarão amor pela EBD através do café da manha. O objetivo precisa estar relacionado ao propósito educacional da organização que pro­movera a atividade.
Questionário

Aluno:_______________________________________________________
Classe que leciona:______________________________________________



1. Assinale com um X a resposta certa. Qual a natureza principal da organização que lidera?
o Estudo bíblico.
o Educação missionária.
o Evangelismo e discipulado.
o Capacitação de Iíderes.
o Fortalecimento do relacionamento familiar.
o Educação musical.

2. Como são as pessoas que fazem parte dessa organização? Ou seja, quais são as características do grupo?


3. Pense em uma necessidade da organização que lidera e escreva na linha abaixo.


4. Agora, pense no que pode fazer para atender essa necessidade e preen­cha as questões abaixo.

O que fazer?


Para que fazer?


5. Junte essas respostas e você terá o seu objetivo. Escreva-o nas linhas abaixo