quarta-feira, 16 de abril de 2008

MODELO DE MOLDES PARA FANTOCHES

AS PERSONAGEM SÃO: UMA ZEBRA E UM BURRO

COMO FAZER:

AMPLIE O DESENHO EM PAEPEL SEGUINDO AS MEDIDAS INDICADAS RECORTE E COLE SOBRE O TECIDO.

















HISTÓRIA PARA FANTOCHE


Duas personagem um menino e uma menina.


Nunca Vi Coelho Botar Ovo


THIAGO: Coelhinho da páscoa que trazes pra mim: um ovo, dois ovos, três ovos assim? oi, Helem! Hoje é Páscoa! Você já ganhou muitos ovinhos?
HELEM: ai, Thiago, tudo bem? Eu ganhei um grandão.
THIAGO: Eu também, agora estou esperando os coelhinhos colocarem mais ovinhos. Tive que sair de perto deles. Acho que eles estão com vergonha de mim, e por isso ainda não colocaram ovos.
HELEM: Thiago, você pode ficar sentado esperando, porque em pé vai cansar. Nunca vi coelho botar ovo!
THIAGO: Coloca, sim!
HELEM: Não coloca, não! Eu também pensava que fosse o coelho.
THIAGO: E quem fez o nosso, então?
HELEM: A minha mãe disse que as casas de doce fazem os ovos e os embrulham num papel bem bonito
THIAGO: Eu não tinha pensado nisso.. Sempre achei que fosse o coelho. Ah! Agora você ficou muito sem graça. E por que o coelho foi escolhido para distribuir ovos se eles não colocam ovos? Por que não escolheram a galinha?
HELEM: Foi uma maneira que arrumaram de não, acabar com os costumes das antigas civilizações. Eles escolheram o coelho, porque é a única espécie de animal de fácil reprodução. É considerado símbolo da fertilidade e, como de cada ovo nascem vidas, juntos simbolizam a vida. Por outro lado, foi uma forma de o comércio continuar com a lenda de muitos anos atrás de presentear parentes e amigos com ovos. Mas o mais importante e o mais bonito da Páscoa não são os ovos.
THIAGO: Mais importante e o mais bonito? E o que é?
HELEM: o mais bonito é a história da Páscoa. Ela conta que Jesus Cristo deu a sua vida para nos salvar. Ele é o Cordeiro Pascal.
THIAGO: Eu não conheço essa história. Eu gosto muito de ouvir histórias. Conta pra mim, conta!
HELEM: Está bem, presta atenção! A primeira Páscoa aconteceu no Egito. Deus libertou das mãos malvadas de Faraó um povo hebreu que sofria como escravo. Ele mandou nove pragas para o povo egípcio, mas Faraó não deixou os hebreus irem embora.
THIAGO: E o povo hebreu também sofria com os egípcios?
HELEM: Não. Nada acontecia com o povo hebreu, só com os egípcios.
THIAGO: Que maravilha! Continua, continua!
HELEM: Deus tornou a falar: "Deixa sair o meu povo", mas Faraó, com o coração duro, não obedeceu a Deus E aí, Deus ordenou ao povo hebreu que passasse sangue de um cordeiro nas vigas e nos umbrais das portas, porque naquela noite o anjo da morte tocaria em cada um dos primogênitos dos egípcios, e eles reconheceriam o poder de Deus e os libertariam.
THIAGO: E isso teve mesmo que acontecer, para que fossem libertos?
HELEM: Não teve jeito. Infelizmente existem pessoas que têm seus corações tão duros que querem medir forças com Deus. Então, só quando acontece alguma coisa grave reconhecem o seu poder.
THIAGO: E eles saíram livres?
HELEM: Sim, saíram. Os egípcios sofreram com a morte de seus filhos e deixaram o povo de Deus partir. Mas mesmo assim Faraó mandou um exército atrás dos hebreus para matá-los. E Deus os livrou, abrindo o mar para eles passarem a seco. Já pensou um grande mar se abrindo para a gente passar?
THIAGO: Um grande milagre
HELEM: Os egípcios que vinham atrás morreram todos afogados, pois o mar se fechou para aquele povo mau que não obedeceu a Deus. Morreram todos! E assim, eles comemoravam todos os anos a primeira Páscoa -a sua liberdade, lembrando a promessa de um Salvador.
THIAGO: Mas, Helem, por que Jesus é o Cordeiro Pasca!?
HELEM: Porque desde o início da criação, em que Adão e Eva haviam pecado, Deus tinha prometido enviar um Salvador, alguém que venceria Satanás e a morte. O nossos pecados seriam perdoados através dEle. Então Jesus seria o nosso Salvador, pois veio ao mundo para nos libertar. Deu a sua vida na cruz do Calvário, os comprou com o seu sangue precioso e nos resgatou das mãos do inimigo. E todo o poder lhe foi dado no céu e na terra.
THIAGO: Que amor tão grande de Jesus por nós de dar a sua vida para nos salvar!
HELEM: É, os inimigos de Jesus achavam que por Ele ter morri do ali, na cruz, tudo estava acabado. Muitos riram, caçoaram de Jesus e disseram: "Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo". Ele poderia sair dali e dar uma surra em cada um, mas quando ao terceiro dia Ele ressuscitou, màstrou a todos que era o mais poderoso e que ninguém poderia vencê-Ia.
THIAGO: Pobrezinho, teve que passar por tudo isso por nós!
HELEM: Sim, Ele não tinha nenhum pecado e morreu pelos' nossos pecados. Existem pessoas que ainda não conhecem o verdadeiro sentido da Páscoa. Ainda não reconheceram Jesus como Salvador de suas vidas. Elas precisam saber que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo e que para terlo seu nome escrito no Livro da Vida e morar no céu precisam aceitá-Ia como Salvador.
THIAGO: Eu quero aceitar Jesus na minha vida como meu Salvador, porque foi Ele quem deu a sua vida por mim.
HELEM: Muito bem, Thiago! Toda honra e toda glória têm que ser dadas ao único Salvador, Jesus Cristo. E que você nunca esqueça do significado da Páscoa.
THIAGO: Nunca vou me esquecer dessa linda história de amor de Jesus Cristo. Agora também vou passar a agradecer a Deus pelo que fez por mim.
HELEM: Que bom! Tchau, Thiago! Tenho que ir.
THIAGO: Tchau, Helem, obrigada! Até logo! Tchau!

NAS MÃOS DE MINHA MÃE

TODOS – “A mão que embala o berço é a mão que dirige o mundo”.
1-2 – Sim é mesmo verdade que no lar se modela o caráter.
TODOS – (Murmuram: “Nana neném” – Cantiga de Ninar).
3 – Era assim que mamãe cantava, para me fazer dormir.
TODAS AS MENINAS – era assim que mamãe cantava
4 – E o seu canto suave, a gente não esqueceu nunca mais!
5 – Nas mãos das mamães está o destino do mundo.
1-2 – O meu amor profundo reconhece e canta neste dia.
3 – ás mamães, que, com sabedoria, desde já ensinam:
2 – o homem a cuidar da terra, o lavrador...
5 – a paciente enfermeira, a cuidar de seus doentes;
4-1 – o que escreve nos quadros – o professor...
TODOS – E o seu dia, mamãe, é um somente entre tantos,
3 – Um dia apenas, para quem sempre cuidou da gente,
6 – incansável, sempre forte, paciente...
1-2 – E quando vejo hoje o mundo mergulhado em seus problemas:
4 – drogas, guerras, roubos...
5 – vejo o quanto têm sido esquecidas as lições aprendidas em casa.
TODOS – Filho, volta ao teu lar!
TODOS – Procura de volta os conselhos que só a mãe te pode dar.
TODOS – Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis.
5-6 – Abre a mão ao aflito e ao necessitado estende as suas mãos.
1 – Enganosa é a graça, a vaidade e a formosura...
4 – mas a mulher que teme ao Senhor, essa ser;a louvada.
TODOS – Levantam seus filhos e chamam-na bem-aventurada.
6 – Minha mãe... a primeira professa, a quem jamais a gente esquece,
3 – um nome doce e bonito que o coração da gente aquece!
6 -1 – Abençoa Senhor, as mamães de nossa igreja!
5 - E as do mundo inteirinho,
4 – pelo cuidado conosco, pelo seu grande carinho!
TODOS – Abençoa, ó Deus, a todas elas!
TODOS – Mulher virtuosa, quem a achará?
3 - Obrigado mamãe, por tudo o que me ensinou, e pelo o que me ensina até hoje,
TODOS – mostrando-me como se anda, pela estrada da vida.
TODOS – Obrigado Senhor, pela mamãe querida, cujo valor muito excede ao de rubis!

sexta-feira, 4 de abril de 2008

CAIXINHA PARA FICHAMENTO


Materiais:
* Molde
* Papel catão bem duro
* Papel color set
* Fichas
* Canetinhas
* Tesoura comum e com desenho





Essa caixinha servirá de convites pessoal de tudo que os alunos lêem. Eles devem registrar os nomes dos livros retirados e suas impressões sobre eles nas fichas correspondentes à primeira letra dos títulos.







quinta-feira, 3 de abril de 2008

CAMINHADA EVANGELÍSTICA COM A CRIANÇADA


Que tal promover uma “Caminhada com Jesus”? Organize uma passeata bem alegre com as crianças e adolescentes que seja encerrada com um culto ao ar livre em local apropriado. Ela pode ser feita no bairro da igreja ou em local escolhido cuidadosamente.


Preparativos
Toda organização começa com planejamento. Este deve ser realizado com bastante antecedência, assim o trabalho não corre­rá, em princípio, o risco de fracassar. Portanto, comece a traçar as metas com bases sólidas através de planejamento.
Primeiro relacione algumas perguntas, pois elas facilitarão a organização, execução e avaliação da caminhada.
- Qual o objetivo da caminhada?
- O que se pretende alcançar?
- Quantas crianças podemos levar?
- Com quem posso contar?
- Quais os recursos materiais necessários?
- Como será o evento?
- Onde será realizado?
- Que estratégia será usada para alcançar as crianças e ado­lescentes que estiverem na rua?
- Quantas caminhadas no mês podemos fazer?


Divulgação
Faça a divulgação com antecedência, principalmente nas das­ dominicais, distribuindo um lindo convite. Entregue também uma circular para o responsável das crianças contendo informações sobre o propósito da caminhada.

Organização
As crianças chegarão à igreja no horário estipulado pela equipe organizadora. Elas cantarão corinhos empunhando as bandeirinhas, ao som da bandinha rítmica, e farão coreografia dos louvores. Os adolescentes também poderão ensaiar “gritos de guerra”; assim, o evento será contagiante.

Equipe
A equipe evangelística deve ser composta de pessoas desinibidas, atenciosas e prontas para agir mediante qualquer solicitação. De­vem estar sempre atentas, já que crianças são imprevisíveis.

Material
O material evangelístico deve ser selecionado com antecedência. A bandinha que vai acompanhar a passeata, por exemplo, poderá ser feita com sucata pelas mãos das próprias crianças durante o período de trabalhos manuais na Escola Dominical.
Poderão ser utilizadas latas de refrigerantes para chocalhos e latas de doces para pandeiros, e, se quiser, instrumentos de plásticos e afins poderão ser comprados em lojas de instrumentos musicais. Não importa de que material sejam feitos, eles fazem o maior sucesso durante a passeata.
Nunca saia para evangelizar sem folhetos especiais. Se não puder comprá-los, convide suas companheiras (professores) e confeccione vocês mesmos os folhetos.
Distribua as bandeirinhas, as faixas evangelísticas e os instrumentos da bandinha rítmica. Arrume os grupos que vão desfilar
sempre mesclando com grupos de crianças. Assim, os maiores estarão também de olho nos menores quando estiverem caminhando.
A equipe evangelística deve levar um bom número de bandeirinhas pequenas para oferecer para as crianças na rua. Os evangelistas devem convidá-las para fazer parte da passeata também.
O grupo da igreja cantará alegremente acenando as bandeirinhas e tocando os instrumentos. Isso chamará a atenção de todos.

Sugestão de Temas para Cultos Infantis


1º Culto:
Tema: “Jesus, o nome maravilhoso” (Is 9.6);
História Bíblica: O nascimento de Jesus (Lc 2.1-38).

2º Culto:
Tema: “Jesus, o menino sábio” (Lc 2.40);
História Bíblica: Jesus no meio dos doutores (Lc 2.39-52).

3º Culto: Tema: “Uma Lição de Fé” (Gn 22.12);
História bíblica: “Deus Prova a Abraão” (Gn 22.1-19).

4º Culto:
Tema: “Os amigos que fizeram uma boa ação” (Mc 2.3,4);
História bíblica: O paralítico de Cafarnaum (Mc 2.1-12).

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Dinamica de boas-vindas

Objetivos:


  • Permitir que os alunos conheçam os cólegas;

  • Favorecer a relação professor-aluno;

  • Possibilitar a troca afetiva;

  • Estimular a comunicação.

Cumprimentos Diferentes


Nesta atividade alegre e descontraida, as crianças se expressam com movimentos corporais