quarta-feira, 21 de maio de 2008

ABC DA MAMÃE

AME seu filho para ser amada por ele.
BENDIGA a Deus por tudo que dele recebeu.
CREIA na sublime missão que Deus lhe confiou.
DISPONHA-SE a ajudar seus filhos com bons conselhos.
EDUQUE não só com palavras, mas com o bom exemplo.
FAÇA com amor o dever de cada dia.
GARANTA, cada vez mais, um Mundo Melhor para seus filhos.
HOJE leia a Bíblia com atenção e esperança.
INSPIRE seus filhos a praticar as virtudes.
JUSTIFIQUE seu casamento, amando ainda mais seu esposo.
LEMBRE-SE de orar e ensinar os filhos a conversar com Deus.
MANTENHA-SE firme nos ensinamentos de Cristo.
NÃO se iluda com as coisas mundanas.
ÓDIO e inveja, mantenha-os longe de seu coração.
PENSE que amanhã será melhor, se hoje você viver bem.
QUEIRA o bem, sem escolher a quem.
REFLITA... para acertar.
SORRIA diante dos problemas.
TIRE os maus costumes de seus filhos.
USE as mãos maternas, somente para acariciar e não para bater.
VENÇA as dificuldades pela fé e pelo otimismo.
ZELE, com carinho todas estas recomendações e descubra o êxito e a felicidade das grandes MÃES

quarta-feira, 7 de maio de 2008

NAS MÃOS DA MINHA MÃE

TODOS - "A mão que embala o berço é a mão que dirige o mundo."
1 FEM. 2 MASC. - Sim, é mesmo verdade que no lar se modela o caráter.
TODOS - (Murmuram: "Boi da cara Preta" - Cantiga de Ninar.)
3 FEM. - Era assim que mamãe cantava, para me fazer dormir;
VOZES FEMININAS - era assim que mamãe cantava...
3 MASC. - E o seu canto suave, a gente não esqueceu nunca mais!
2 FEM. - Nas mãos das mamães está o destino do mundo.
1 FEM. 2 MASC. - O meu amor profundo reconhece e canta neste dia
3 FEM. - às mamães, que, com sabedoria, desde cedo já ensinam:
1 MASC. - o homem a cuidar da terra, o lavrador;
2 FEM. - a paciente enfermeira, a cuidar de seus doentes;
3 MASC. 1 FEM. - o que escreve nos quadros - o professor...
TODOS - E o seu dia, mamãe, é um somente entre tantos,
3 FEM. - um dia apenas, para quem sempre cuidou da gente,
2 MASC. - incansável, sempre forte, paciente...
3 FEM. 1 MASC. - E quando vejo hoje o mundo mergulhado em seus conflitos:
3 MASC. - tóxicos, guerras, marginalização...
2 FEM. - vejo o quanto têm sido esquecidas as lições aprendidas em casa.
VOZES MASCULINAS - Filho, volta ao teu lar!
TODOS - Procure de volta os conselhos que só a mãe te pode dar.
VOZES FEMININAS - "Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis."
2 MASC. 3 FEM. - "Abre sua mão ao aflito e ao necessitado estende as suas mãos."
1 FEM. - “Enganosa é a graça, a vaidade e a formosura...”.
3 MASC. - mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.”“.
VOZES MASCULINAS - "Levantam seus filhos e chamam-na bem-aventurada!"
2 MASC. - Minha mãe... A primeira professora, a quem jamais a gente esquece,
3 FEM. - um nome doce e bonito que o coração da gente aquece.
2 MASC. 1 FEM. - Abençoa, Senhor, as mamães de nossa igreja!
2 FEM. - E as do mundo inteirinho,
3 MASC. - pelo cuidado conosco, pelo seu grande carinho!
TODOS - Abençoa, ó Deus, a todas elas!
VOZES FEMININAS - "Mulher virtuosa, quem a achará?"
1 MASC. - Obrigado mamãe, por tudo o que me ensinou, e pelo o que me ensina até hoje,
VOZES MASCULINAS - mostrando-me como se anda, pela estrada da vida.
TODOS - Obrigado Senhor, pela mamãe querida, cujo valor muito excede ao de rubis!

Às nossas mães

Mãe de todos os dias. Mãe solteira, mãe casada; com cinco, dez filhos; esperando o primeiro na barriga arredondada. Mãe nos prédios, nas pontes, nas favelas, trazendo pelas mãos a meninada. Lá vem ela.
Mãe de dia e de noite. Dor do parto, da partida. Solidão, alma dividida. Mãe que rala todo dia, vende bolo, varre rua, limpa casas, planta mandioca e colhe ninharia.
Mãe valente, coragem viva. Rasgo de afeto, mártir e diva. Mãe no riso e na dor, no sim e no não, no suor e no amor. Mãe na janela, esperança na praça. Maio de flores, saudade chorada na lembrança do filho desaparecido.
Mãe que não cansa. Busca incessante por Justiça, paz e qualidade de vida. Mãe de joelhos, prece sentida, coração apertado, panela vazia. Olhar assustado, esperança perdida. Mãe que levanta, sacode a poeira, enxuga os olhos, encontra a saída.
Mãe natureza farta e bela. Mãe Terra, mãe das matas e das águas. Mãe de todas as mágoas. Mãe que ensina o caminho de volta e o caminho de ida. Mãe de leite, deleite. Memória mais que querida.
Mãe para toda a vida

Um lugar especial no coração da mamãe

Teatro Dia das mães:

Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...
(Repete nove vezes, por isso é preciso dar uma expressão diferente, alívio, alegria, orgulho, consciência, meiguice...)

Crianças fala 2 (entram com frutas, saquinhos de super, avental, panela...) – Todas falam juntas:
...porque ela se preocupa com a minha alimentação!

Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...

Crianças fala 3 (entram com roupas de dormir, caixa de remédios e primeiros socorros, termômetro, colher, travesseiro, bolsa de água quente...) - Todas falam juntas:
... porque ela fica muito preocupada e acordada a noite toda quando eu fico doente!
Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...

Crianças fala 4 (crianças entram com marcas de beijos no rosto, roupa amassada...) – Todas falam juntas:
... porque muitas vezes ela mostra o seu carinho me abraçando e me beijando!

Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...

Crianças fala 5 (entram vestidas de uniforme escolar e com cadernos, mochila, lancheira ...) – Todas as crianças falam juntas:
... porque ela está sempre acompanhando minhas atividades na escola!

Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...

Crianças fala 6 (entram com a mão no bumbum, com cara de dor e sentam na cadeiras...) – Todas as crianças falam juntas:
... porque sempre que faço alguma coisa errada ela me corrige e, às vezes, fico até de castigo!

Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...

Crianças fala 7 (entram com roupão, toalha, shampoo, sabonete, cotonete...) – Todas as crianças falam juntas:
... porque ela está sempre cuidando para que eu esteja sempre limpinho!

Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...

Crianças fala 8
(entram com boneca, bola, outros brinquedos...) - Todas as crianças falam juntas:
...porque ela separa um tempo para brincarmos juntos!



Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...

Crianças fala 9 (entram com as mãos juntas, em sentido de oração...) - Todas as crianças falam juntas:
... porque ela nunca se esquece de mim em suas orações!

Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...

Crianças fala 10 (entram com Bíblias abertas nas mãos...) - Todas as crianças falam juntas:
...porque ela se preocupa em dar o melhor para o meu crescimento: os ensinos da Palavra de Deus!

Todas as crianças as crianças repetem juntas (bem forte):
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da minha mamãe...

MÃE

Dora Ferreira da Silva
Delineando o perfil
no jardim
Entreabri suas pétalas :
de olhos alçadosguardavam
seu pólenanéis de ouro
velho e prata cansada.
De sonhos mais fortes
que o presente.
Mas este fulgura às veze
estão súbito e exaltado
que o futuro nele despenha
águas agitadas.
Mãe pequena
ramo em meus braços
de tantos sorrisos idos
passos rostos severos
laços e sustos coisas doídas.
Mas entre as folhas baças
a cor do inesperado:
violetas escondidas.

SER MÃE

Avaniel Marinho
Já amanheceue as mães
acordaramantes que a
cordado relógio disparasse!
Entardeceu...
a tarde se foi e as mães
estão atentas às trelas tão
espertas dos filhos acordados.
Eis que anoiteceu...
Chegou a noite
e as mães estão em alerta
ao sono dos filhos;
ao som e aos mínimos movimentos.
Já amanheceu...!
Deus dê os céus às verdadeiras mães!

POEMAS DAS MÃES

AS MÃES SÃO BONECAS QUEBRADAS QUE NÓS ESQUECEMOS NO SÓTÃO
UM DIA FORAM ROMÂNTICAS E AMARAM DESESPERADAS
RESPEITEM O SEU SEGREDO QUE EXPLODE EM SÚBITAS LÁGRIMAS
EMBORA PAREÇAM ESCRAVAS TODAS POSSUEM UMA ALMA
NA VERDADE SÃO MULHERES QUE SONHARAM APAIXONADAS
E UM DIA SEM TER REMORSOS DESPEDIRAM-SE DE CASA
NA VIDA E NO ROMANCE SÃO ESTRANHAS PERSONAGENS
PERDIDAS DE SEUS VOLUMES NA POEIRA DAS ESTANTES
EU SOU A QUE ENSAIOU O VÔO MAS PERMANECEU NA PRAIA
AQUELA QUE CRUZOU O PORTO MAS VOLTOU NA HORA MARCADA
SALVOU-ME A MARESIA DO CONVÉS DOS TRANSATLÂNTICOS
E O HÁBITO DE REGER OS PÁSSAROS AO CHEGAR A MADRUGADA
OS PARTOS COBRIRAM MINHAS ASAS DE RAÍZES E FOLHAS DE ÁRVORES
E TRÊS ROSTOS DIFERENTES COMPLEMENTAM MINHA FACE
O JEJUM ME DEVOLVEU A PRIMEIRA VIRGINDADE
E EU ME TORNEI A MÁRTIR DE UMA ESTÓRIA EXTRAORDINÁRIA
AS MÃES SÃO APENAS MULHERES ASPIRANDO À DIVINDADE
O ESPÍRITO DE AVENTURA SUBLIMADO NA PAISAGEM
CRITICADAS POR SUAS FILHAS SOBREVIVEM COMO FADAS
SÃO AS PRIMEIRAS MURALHAS QUE DESEJAMOS QUEBRADAS
ASSIM COMO ESSAS BONECAS QUE NÓS ESQUECEMOS NO SÓTÃO

QUEM É?

Acho que ela é diferente,
Para mim, de toda gente:
Até parece que entrevejo
Em seus olhos, num lampejo,
Um cèu radioso, um paraíso!
Outras vezes o diviso
Na maeiga expessão do rosto,
Se me fita.
E com que gosto
E paciência me auxilia,
Ensinando cada dia,
Quando erro ou me entristeço.

Também sofre, se padeço,
Mas, ao ver-me bem contente,
Mais prazer ainda sente.
Se consola, é com douçura:
E justa e terna, se censura;
Tudo nela é bom e belo,
O amor é o só anelo
Do seu grande coração.
"Mas, quem é tal perfeção?"
Talvez digam. Pois não sabem?
Ela... ela é minha mãe!

MÃEZINHA

Minha mãezinha é a pessoa
que a mim, na terra, mais ama.
A noite, risonha e boa,
vem ver-me na minha cama,

cobre-me be, faz-me festa.
Se rio, indaga: - "Que foi?"
Por fim, me beija na testa,
dizento: - "Deus te abençoe."

Durmo. E, enquanto estou dormindo,
de sonhos tudo se estrela.
Mas o meu sonho mais lindo
é quando sonho com ela.

SE EU PUDESSE