quarta-feira, 16 de abril de 2008

NAS MÃOS DE MINHA MÃE

TODOS – “A mão que embala o berço é a mão que dirige o mundo”.
1-2 – Sim é mesmo verdade que no lar se modela o caráter.
TODOS – (Murmuram: “Nana neném” – Cantiga de Ninar).
3 – Era assim que mamãe cantava, para me fazer dormir.
TODAS AS MENINAS – era assim que mamãe cantava
4 – E o seu canto suave, a gente não esqueceu nunca mais!
5 – Nas mãos das mamães está o destino do mundo.
1-2 – O meu amor profundo reconhece e canta neste dia.
3 – ás mamães, que, com sabedoria, desde já ensinam:
2 – o homem a cuidar da terra, o lavrador...
5 – a paciente enfermeira, a cuidar de seus doentes;
4-1 – o que escreve nos quadros – o professor...
TODOS – E o seu dia, mamãe, é um somente entre tantos,
3 – Um dia apenas, para quem sempre cuidou da gente,
6 – incansável, sempre forte, paciente...
1-2 – E quando vejo hoje o mundo mergulhado em seus problemas:
4 – drogas, guerras, roubos...
5 – vejo o quanto têm sido esquecidas as lições aprendidas em casa.
TODOS – Filho, volta ao teu lar!
TODOS – Procura de volta os conselhos que só a mãe te pode dar.
TODOS – Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis.
5-6 – Abre a mão ao aflito e ao necessitado estende as suas mãos.
1 – Enganosa é a graça, a vaidade e a formosura...
4 – mas a mulher que teme ao Senhor, essa ser;a louvada.
TODOS – Levantam seus filhos e chamam-na bem-aventurada.
6 – Minha mãe... a primeira professa, a quem jamais a gente esquece,
3 – um nome doce e bonito que o coração da gente aquece!
6 -1 – Abençoa Senhor, as mamães de nossa igreja!
5 - E as do mundo inteirinho,
4 – pelo cuidado conosco, pelo seu grande carinho!
TODOS – Abençoa, ó Deus, a todas elas!
TODOS – Mulher virtuosa, quem a achará?
3 - Obrigado mamãe, por tudo o que me ensinou, e pelo o que me ensina até hoje,
TODOS – mostrando-me como se anda, pela estrada da vida.
TODOS – Obrigado Senhor, pela mamãe querida, cujo valor muito excede ao de rubis!

Nenhum comentário: